sábado, 17 de abril de 2010

CNBB recorda Dom Oscar Romero

30 anos do assassinato do arcebispo salvadorenho

BRASÍLIA, quinta-feira, 25 de março de 2010 (ZENIT.org).- Os 30 anos do assassinato de Dom Oscar Romero, antigo arcebispo de San Salvador, foram celebrados com uma missa na CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), nessa quarta-feira. Segundo informa a CNBB, a celebração foi solicitada pela embaixadora de El Salvador no Brasil, Rina del Socorro Angulo Rojas, e aconteceu na capela da sede da conferência episcopal, em Brasília.
O bispo de São Felix do Araguaia  ....
(Mato Grosso), Dom Leonardo Ulrich Steiner, presidiu à celebração, junto ao secretário geral da CNBB, Dom Dimas Lara Barbosa.

A embaixadora de El Salvador disse que Dom Romero é modelo para o povo salvadorenho e que ele transcendeu as fronteiras de seu país. “Sua mensagem transcendeu as fronteiras; é uma mensagem universal a favor dos pobres. Ele provou isso com seu martírio”, disse.
Dom Dimas Lara, também destacou a ação de Dom Oscar Romero. “Dom Oscar Romero derramou seu sangue como consequência de sua coerência na busca da justiça. Sua morte foi um sermão muito mais eloquente do que tantas homilias que ele pronunciou. Ela coroa e sela o compromisso de Dom Romero no seguimento de Jesus até a cruz”, disse.
Segundo o secretário geral da CNBB, chama a atenção em Dom Oscar Romero a sua opção pela não violência. “Dom Romero se colocou na defesa da justiça, mas se recusou a usar a violência até mesmo contra os próprios algozes”.
No dia 24 de março de 1980, Dom Oscar Romero foi assassinado na Capela do Hospital da Divina Providência, em San Salvador, enquanto celebrava a eucaristia.
Em 2009, o presidente de El Salvador, Mauricio Funes, reconheceu a responsabilidade do Estado salvadorenho no crime de Dom Romero.

Por: http://www.zenit.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar!