sexta-feira, 23 de julho de 2010

A tumba de João Paulo II, cinco anos depois

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 2 de abril de 2010 (ZENIT.org). – Desde 2005, quando morreu João Paulo II, as Criptas Vaticanas, onde se encontra sua tumba, são um dos locais mais visitados por turistas e peregrinos em Roma. Fontes ligadas à Basílica de São Pedro disseram à ZENIT que uma média de 12 mil pessoas visitam diariamente o lugar, onde se encontram as sepulturas da maioria dos Pontífices, entre eles São Pedro, segundo a tradição.
“Este é um local sagrado, por isso pedimos silêncio e discrição” diz o anúncio que se escuta em vários idiomas quando se visita as Criptas Vaticanas. Clique aqui e veja o tumba ao vivo!

O ingresso se dá pelo lado direito superior da Basílica de São Pedro, de onde os peregrinos descem às Criptas e podem admirar algumas ruínas das colunas da primeira basílica, construída por ordem do imperador Constantino entre 326 e 333.
Os visitantes encontram primeiramente a tumba de Calisto III. Seguindo o percurso, chegam às tumbas de Bonifácio VIII, Nicolau III, Inocêncio VII, Nicolau V, Paulo II, Paulo VI, Marcelo II, João Paulo I e Inocêncio IX.
Algumas tumbas mostram a imagem do Papa correspondente. É a mesma imagem que pode ser vista na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, onde estão representados os 266 Papas da Igreja Católica.
ZENIT esteve no local nesta manhã e verificou que a maior parte dos visitantes se aglomeram diante da tumba de João Paulo II.

Por: http://www.zenit.org/article-24536?l=portuguese   / Carmen Elena Villa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar!