quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

QUANDO O PREGADOR PERDEU A FÉ

Padres e pastores podem perder e alguns perdem a fé que pregavam. E não viram Judas por isso. Dramas de consciência não merecem julgamento de quem não os viveu. Naquela igreja, quando o famoso pastor perdeu a fé e disse ao povo que já não acreditava mais na sua Igreja nem em Deus, houve um quiproquó. No dia seguinte ele já não estava mais lá e muita gente deixou de freqüentar o templo. Dois meses depois veio outro. Muitos voltaram para ouvi-lo. Não estavam lá por causa do pregador… Quando o padre se despediu dizendo que encontrara uma pessoa que o completava e queria viver com ela; que ainda acreditava em Jesus, mas não podia servir mais a igreja daquela forma, houve quem deixou de freqüentar a .....
paróquia. Mas a maioria ficou. Não estavam lá por causa dele… As pessoas podem nos ajudar a crer mais, ou atrapalhar a nossa fé. Não podem, porém, determinar o rumo de nossa fé, porque, se determinarem, é sinal de que não acreditávamos numa doutrina e, sim, num sujeito simpático. Acabado o sujeito, acabaria a religião.
Mas é o que acontece com muita gente! Deixam de ser católicos porque ouviram dizer que um padre que nunca viram é pedófilo; deixam de ser evangélicos porque ouviram dizer que um pastor que nunca viram fugiu com o dinheiro e com a secretária; abandonam a religião por causa dos escândalos que acontecem lá fora ou perto deles.
A verdade é que religião não é para anjos. Fala deles. Mas não é para eles. Nas igrejas há missionários e salafrários, há gente sincera e gente mal intencionada, pessoas que servem a Deus e pessoas que se servem de Deus. Não há como as igrejas preverem quem será fiel. Elas acolhem, escolhem, ordenam e, ás vezes, perdoam e recolhem, mas o sujeito reincide.
Ele mesmo, ou ela mesma não muda de vida, mas quer que a igreja mude para permitir que ela continue a fazer o que sempre fez. E há os verdadeiros convertidos, que aceitam mudar de vida e de jeito porque de fato participam de uma fé.
Próxima vez que você tiver vontade de abandonar a sua igreja, pense nisso: você está lá por causa de Jesus Cristo e por causa da longa história da sua igreja, ou da curta história, mas que já vale a pena. Então não há padre ou pastor, reverendíssimo ou reverendo que possa abalar a sua fé. Se você deixar de freqüentar um templo por causa de um homem ou de uma mulher, será porque você não entendeu, nem aquela fé nem aquele templo. Ninguém batizou você em nome do padre Fulano ou do pastor Sicrano…
Pe. Zezinho scj 

 Fonte:http://www.padrezezinhoscj.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar!