domingo, 11 de março de 2012

NOTA DE PESAR SOBRE OS ACONTECIMENTOS NA ARQUIDIOCESE DE CUIABÁ.

Mensagem de Dom Milton Santos,sdb - Arcebispo Metropolitano de Cuiabá


O BISPO É PAI...

      Em Deus-Pai, também eu – Milton Santos – Arcebispo de Cuiabá,  por causa da graça de Deus e sua misericórdia fui recebendo paulatinamente “um coração de pai...”: tudo foi acontecendo como os passos inseguros de uma criança. Assim, foi pelo meu Batismo e Confirmação; senti-me mais fortalecido pelos sacramentos da Reconciliação e da Eucaristia. O “coração de pai...” sentia que realmente começava a gerar vida pela ordenação sacerdotal! Quando, um dia o Beato Papa João Paulo me nomeou Bispo de Corumbá, e, dois anos e oito meses depois me transferiu para a Arquidiocese de Cuiabá.
          Preciso permitir ao Espírito Santo que no dia-a-dia a sua ação me faça sempre mais parecido com Deus-Abbá, principalmente, com ....
os Sacerdotes, os filhos queridos do Coração Imaculado de Maria, a Mãe dos Sacerdotes. Jesus, Sumo Sacerdote, nos mostrou de maneira palpável o coração de Deus-Pai: “Pai-nosso, que estais nos céus...”
       Somos também uma Família: a Arquidiocese de Cuiabá! É uma riqueza nesta Família os irmãos diferentes uns dos outros: a proveniência, a idade, a cultura, a espiritualidade, o temperamento... Mas,  o caminho é, às vezes, penoso, desgastante para viver o espírito de comunhão, o que “requer aprendizagem com regras precisas, tempos longos, etapas definidas; exige uma estratégia educativa, com seu ritmos e os seus espaços...” (Doc. do Sínodo Arquidiocesano – 2004 a 2008 - §24)
      Com tudo isso, sabemos que “os desequilíbrios que sofre o mundo contemporâneo estão ligados a um desequilíbrio mais profundo, que enraíza no coração do homem...” (GS 10)
      Principalmente,  momentos nos quais acontecem circunstâncias que não foram premeditadas uma pedrinha-acontecimento pode parecer fatal: deu início a uma avalanche, começou um tsunami na sociedade por causa da Internet: que pena!   
"É urgente que o amor se revista de roupagens-de-perdão... E que as roupagens-de-perdão sejam nossas vestes: - vestir-se-de-perdão nos pensamentos! - Vestir-se-de-perdão nas palavras! – Vestir-se-de-perdão nas atitudes, nos atos!
      Somente com estas “roupas” somos aceitos por Deus! O perdão veste o rosto de alegria.
     As pessoas humanas precisam perceber que o perdão é uma “invenção” do AMOR, que o perdão restaura o AMOR, e que, sem AMOR NÃO SE VIVE: MORRE-SE!
SOMENTE UM “PERDÃO SEM LIMITES...” NOS FAZ FILHOS E FILHAS DE DEUS-ABBÁ! ESPECIAL BÊNÇÃO PARA QUEM RECEBER ESTA MENSAGEM: “+ PAI, FILHO, E ESPÍRITO SANTO! AMÉM!”

+Milton Santos – Arcebispo Metropolitano  de Cuiabá, MT
Cuiabá, 09 de março de 2012.

Fonte: http://www.arquidiocesecuiaba.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar!