sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A TERRA NÃO É MAIS VERDE

Depois de ter levado de cinco a dez bilhões de anos para se formar, milhões de anos para ter o clima que hoje tem, e ainda, outros milhões para encher-se de verde, em menos de 60 anos, por ganância suicida de duas gerações no poder político e econômico do planeta, a Terra tem hoje menos de 20% do verde que um dia teve. Tentados pelo demônio do consumismo, duas gerações exauriram a mãe Terra. Tiraram dela a vida que podiam e suas descobertas em favor da vida humana não conseguiram devolver a vida ao planeta que agoniza com rapidez assustadora. A terra está morrendo! A continuar este processo- e tudo indica que  ....
a destruição prosseguirá – mais uma geração ainda desfrutará de água nas torneiras. Depois disso será o caos. Um em cada cidadão já não tem água potável por perto para beber. Isso equivale a 200 mil pessoas numa cidade de um milhão de habitantes. Como verde e água se interdependem, quem secou as fontes matou o verde e quem matou o verde secou as fontes. Nós vimos tudo isso e nada fizemos.
No Brasil, estados como o Paraná, o Rio Grande do Sul e São Paulo, a partir da década de 50, praticamente reduziram as suas matas a menos de 2 ou 3% do que eram. No mundo inteiro as matas e as vidas que ali viviam foram praticamente dizimadas. São mínimas as chances de se reconstituir o que foi destruído. Deixaram os colonos e as grandes companhias plantarem onde e o quanto quisessem. Para eles, aqueles hectares desmatados não afetariam o mundo. Acontece que todos pensaram assim no mundo inteiro. As dez ou cem mil árvores derrubadas e queimadas em cada propriedade preparada para o plantio nos trouxeram ao quadro de hoje. Acresçamos a isso o veneno das lavouras e a poluição do ar e dos rios.
É a triste realidade. A humanidade dos últimos 50 a 60 anos não descobriu apenas as bombas atômicas e as de hidrogênio quando começou sua marcha suicida. Potencializou em escala mundial uma outra arma: a da ganância e do lucro sem limite, que é uma das armas mais devastadoras que se conhece. É uma bomba de efeito rápido que não mata as pessoas na hora, mas mata as matas, o mar, o ar e as águas e empobrece ou tira dos habitantes de uma região condições de vida futura. Os bisnetos desses colonizadores terão muito mais dificuldade de sobreviver do cultivo da Terra.
É crime. Se inconsciente, ainda assim é erro colossal que afetará todos os descentes de quem o praticou. É por essa e outras razões que os religiosos estão incluindo na sua doutrina, entre os pecados mais graves dos nossos dias, junto ao terrorismo, também os pecados contra o planeta. Agredi-lo é agredir o futuro da humanidade. Talvez ainda nos salvemos. Mas quantos cidadãos estão dispostos a reflorestar um terço de suas propriedades? Com que água e com que recursos?…Que governante entende que se trata de sobrevivência do seu povo? 

Por: Padre Zezinho
Fonte:http://www.padrezezinhoscj.com

Um comentário:

  1. Olá Td bem! Estou com alguns problemas no blog mas aos poucos tudo vai se resolvendo.
    Neste final de semana celebramos a ASSUNÇÃO.
    E assim, podemos conceber a idéia de que Maria é intercessora por nós junto a Jesus. Ela é sim a medianeira diante do fruto de seu ventre. Por Maria se chega ao Filho e por Ele ao Pai. A escada que leva ao céu tem degraus distantes e ás vezes fica difícil a subida, mas Nossa Senhora está de pé, firme e incansável a nos estender a mão para ajudar a alcançar o próximo degrau. No alto da escada está Jesus, sempre pronto a atender aos pedidos da Mãe. Jesus nos pega pelos braços e nos leva ao Pai.

    Abraços, Reinaldo Fonseca
    Paróquia São Pedro Apóstolo

    ResponderExcluir

Obrigado por nos visitar!