sábado, 25 de julho de 2009

SANTA ANA E SÃO JOAQUIM PADROEIROS DOS AVÓS



A tradição nos conta que São Joaquim era um rico fazendeiro e possuía um grande rebanho e que se casou com Ana quando ainda era jovem. Como não tivesse filhos durante muitos anos, Joaquim era publicamente ridicularizado, porque naquela época não ter filhos era considerado uma punição de Deus. Ana chorava e orava a Deus para atendê-la quando pedia um filho. Um dia Ana estava orando e um anjo disse a ela que Deus a atenderia. O anjo disse ainda que o seu filho seria honrado e louvado por todo o mundo. Conta-nos também a tradição que Ana respondeu ao anjo “se eu conceber um filho ou filha será dom do meu Deus e eu servirei a Ele por toda a minha vida”.
Santa Ana deu a luz a Maria, mãe de Jesus, quando tinha cerca de 40 anos e cumpriu a sua promessa. Ofereceu Maria ao serviço de Deus, no templo. Quando tinha 3 anos de idade. Sabe-se também que Santa Anna e São Joaquim viveram para ver o seu Divino Neto no Templo de Jerusalém discutindo com os doutores e logo depois morreram.
Nossa Senhora ao nascer, tirou dos ombros de Santa Ana e São Joaquim o peso de uma vida estéril e ainda os recompensou pela fé ao ser escolhida para ser a Mãe do Filho de Deus.


São João Damasceno escreve essa maravilha sobre Santa Ana e São Joaquim: “conservando a castidade prescrita pela lei da natureza, alcançastes de Deus aquilo que supera a natureza, gerastes para o mundo a mãe de Deus”. Vós vivendo santamente segundo a natureza humana, destes à luz uma filha superior aos anjos de agora, rainha dos anjos. Ó casal feliz, Ana e Joaquim, a vós toda criação se sente agraciada. Pois por vós ofereceu a mais valiosa dádiva das dádivas ao Criador, a mão pura, única digna do Criador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar!